Fora de Controle – Site Tela Viva

O TELAS Festival Internacional de Televisão de São Paulo anunciou nesta sexta, 14, as produções que receberam o Prêmio Net Telas em sua primeira edição. O nome dos vencedores foi conhecido na cerimônia de encerramento que aconteceu no Theatro Municipal de São Paulo. O júri especializado avaliou mais de 100 programas de TV do Brasil e de mais 18 países: Alemanha, Austrália, Bélgica, Canadá, Chile, Coréia do Sul, Dinamarca, Equador, Estados Unidos, Finlândia, França, Holanda, Inglaterra, Israel, Itália, Japão, Suécia e Suíça.

Neste final de semana, dias 15 e 16 de novembro, o Cine Olido exibirá as produções premiadas. A entrada é grátis. No sábado, as sessões são às 13h00, 15h00, 17h00 e 19h00 e no domingo, acontecem às 13h00, 15h00 e 17h00 (veja a programação completa abaixo) .

O TELAS reuniu, de 7 a 14 de novembro, mais de 70 diretores e produtores estrangeiros e brasileiros que participaram das sessões com o público em locais como Centro Cultural SP, Centro de Cultura Judaica, Cinemateca, Cine Olido, FAAP- Fundação Armando Alvares Penteado, MIS- Museu da Imagem e do Som e Sesc Consolação e o corujão no Caixa Belas Artes.

O TELAS – Festival Internacional de Televisão de São Paulo é uma iniciativa da Converge Comunicações (que edita este noticiário), em corealização com a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo e a SP Cine, com apoio da Secretaria Estadual da Cultura e do Ministério da Cultura. O evento, patrocinado pela Net, Discovery, Globo, Globosat e Band, tem como parceiros nacionais: Centro Cultural São Paulo, Centro da Cultura Judaica, Cine Olido, Cinemateca, FAAP – Fundação Armando Alvares Penteado, MIS – Museu da Imagem e do Som, Praça das Artes, Sesc São Paulo e comKids. Os parceiros internacionais são os renomados festivais FIPA – Festival International de Programmes Audiovisuels e Sunny Side of the Docs, ambos da França, e o Hot Docs, do Canadá.

Confira a lista das produções que receberam o Prêmio Net Telas.

Melhor série de ficção: “The Legacy “. Produtora: Danish Broadcasting Corporatio, com NRK, SVT, RUV e Svenska YLE. País: Dinamarca.
Melhor direção de ficção: Jean-Xavier de Lestrade. Série: “3x Manon”. Produtora: Image et compagnie. País: França.
Melhor direção de arte de ficção: Cassio Amarante. Série: “Destino SP”. Produtora: O2 filmes. País: Brasil.
Melhor atriz: Alba Gaïa Bellugi. Série: “3x Manon”. Produtora: Image et compagnie. Pais: França.
Melhor ator: Milhem Cortaz. Série: “Fora de Controle”. Produtora: Gullane. País: Brasil.
Prêmio de melhor roteiro de ficção: Maya Ilse+Per Daumiller, Anders August, Maja Jul Larsen, Lasse Kyed Rasmussen, Karina Dam, Lolita Bellsta. Série: “The Legacy”. Produtora: Danish Broadcasting Corporatio, com NRK, SVT, RUV e Svenska YLE. País: Dinamarca.
Melhor direção de fotografia – ficção: Christophe Nuyens. Série: “Cordon”. Produtora: Eyeworks. País: Bélgica.
Melhor documentário feature: “Here comes uncle Joe”. Produtora: Boda Mediagroup. País: Coreia do Sul.
Melhor série de não-ficção – documentário: “Hoje eu desafio o mundo sem sair da minha casa”. Produtora: Indiana Produções. País: Brasil.
Melhor série de não-ficção – lifestyle: “Um contra todos”. Produtora: Zeppelin Filmes. País: Brasil.
Melhor direção de não-ficção: Wooyoung Choi & Sinae Há. Série: “Here comes uncle Joe”. Produtora: Boda Media Group. País: Coreia do Sul.
Melhor direção de arte de não-ficção: Felipe Nepomuceno. Série: “Sangue Latino”. Produtora: TvZero. País: Brasil.
Prêmio de melhor roteiro de não-ficção: Halil Efrat. Documentário: “Album 61″. Produtora: GO 2 filmes. País: Israel.
Melhor programa infantojuvenil: “Con que sueñas?”. Produtora: Mi Chica Produciones. País: Chile.
Melhor direção de infantojuvenil: Paula Gómez Vera. Programa: “Con que sueñas?”. Produtora: Mi Chica Produciones. País: Chile.
Melhor direção de arte de infantojuvenil: Matt Middleton. Programa: “Annedroids”. Produtora: Sinking Ship Entertainainment. País: Canadá.
Prêmio de melhor roteiro de infantojuvenil: Nicólas Zalcaman e Lucila Las Heras. Programa: “Amigos”. Canal: PakaPaka. País: Argentina.
Menção honrosa não-ficção categoria documentário: “The right to Kiss”. Produtora: Electrik Filmes. País: França.
Melhor programa non-script de não-ficção: “O infiltrado”. Produtora: Cinegroup. País: Brasil.
Grande prêmio do júri: “3x Manon”. Produtora: Image et compagnie. Pais: França.